GRUPO ESPIRITUALISTA DO CANTO DA LAGOA

Rua Laurindo Januário da Silveira 2642 - Florianópolis SC

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 

A ESPIRITUALIDADE DOS ANIMAIS


"A Escalada animal, situada num dos reinos da Natureza, não pode deixar de obedecer

às irrevogáveis leis de Deus, que se verificam em toda a criação, desde o grão de areia

soprado pelo vento dos desertos ao mais fulgurante sol que se agita e caminha com

extraordinária velocidade nos desertos do Espaço, em demanda das grandes constelações"

(Cairbar Schutel)

 

Existem muitas dúvidas sobre o tema Espiritualidade dos Animais. Perguntas como: Os animais são nossos amigos?, reencarnam?, existem no plano espiritual?, é lícita a clonagem de animais?, e a eutanásia aplicada aos animais que sofrem? ao dormirem os animais se desdobram? e a homeopatia? e quanto a alimentação à base de carne? etc...

Qual a sua dúvida?

Respostas podem ser encontradas, em parte, no Livro dos Espíritos, Capítulo 2, perguntas 592 a 613, bem como em outras publicações como: "Todos os animais merecem o Céu" , "A Espiritualidade dos Animais", "Curando os animais com Homeopatia" ilustradas abaixo.


 

Léon Denis, conterrâneo de Alan Kardec, disse: "O Princípio Inteligente dorme no mineral, sonha no vegetal e acorda no animal".

O processo evolutivo: reino mineral, reino vegetal, reino animal e reino hominal, é também explicado no Livro dos Espíritos, e em diversas obras psicografadas que encontramos a disposição em livrarias.

 

"A missão do superior é a de amparar o inferior e educá-lo"

André Luiz - Missionários da Luz

 

IRRADIAÇÃO À DISTÂNCIA PARA ANIMAIS

Em nossa casa possuímos um trabalho de atendimento à distância para animais, realizado todas as sextas feiras pela manhã. Se seu animal de estimação estiver doente, convalescente de uma cirurgia, em fase terminal ou qualquer outra situação que esteja sofrendo, pode ser solicitado um atendimento energético à distância, em que muitas vezes é constatada a melhoria do estado do animal.

Caso queira fazer uma solicitação, preencha, em nossa sede, o formulário azul,  com os seguintes dados: nome do animal; espécie (cão, gato, ...); tutor; situação; fone ou email para contato, que o mesmo será atendido em 3 semanas consecutivas.


 

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DOS ANIMAIS


Reproduzimos abaixo a "Declaração Universal dos Direitos dos Animais", proclamada pela UNESCO em sessão realizada em Bruxelas, Bélgica em 27/01/1982.

 

Um ótimo assunto para reflexão!


  1. Todos os animais têm o mesmo direito à vida.
  2. Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem
  3. Nenhum animal deve ser maltratado.
  4. Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
  5. O animal que o homem escolher para companheiro não deve nunca ser abandonado.
  6. Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
  7. Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
  8. A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais.
  9. Os direitos dos animais devem ser defendidos por lei.
  10. O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.

Prêambulo

Considerando que todo o animal possui direitos;

Considerando que o desconhecimento e o desprezo desses direitos têm levado e continuam a levar o homem a cometer crimes contras os animais e contra a natureza;

Considerando que o reconhecimento pela existência humana do direito à existência das outras espécies animais constitui o fundamento da coexistência das outras espécies do mundo;

Considerando que os genocídios são perpetrados pelo homem e há o perigo de continuar a perpretar outros;

Considerando que o respeito dos homens pelos animais está ligado ao respeito dos homens pelo seu semelhante;

Considerando que a educação deve ensinar desde a infância a observar, a compreender, a respeitar e a amar os animais;

Proclama o seguinte

Artigo 1° -

Todos os animais nascem iguais perante a vida e têm os mesmos direitos à existência.

Artigo 2° -

1. Todo o animal tem o direito a ser respeitado.
2. O homem, como espécie animal, não pode exterminar os outros animais ou explorá-los violando esse direito; tem o dever de pôr os seus conhecimentos ao serviço dos animais. 
3. Todo o animal tem direito à atenção, aos cuidados e à proteção do homem.

Artigo 3° -

1. Nenhum animal será submetido nem a maus tratos nem a atos cruéis.
2. Se for necessário matar um anil, ele deve ser morto instantaneamente, sem dor e de modo a não provocar-lhe angústia.

Artigo 4° -

1. Todo o animal pertencente a uma espécie selvagem tem o direito de viver livre no seu próprio ambiente natural, terrestre, aéreo ou aquático e tem o direito de se reproduzir.
2. Toda a privação de liberdade, mesmo que tenha fins educativas, é contrária a este direito.

Artigo 5° -

1. Todo o animal pertencente a uma espécie que viva tradicionalmente no meio ambiente do homem tem o direito de viver e de crescer ao ritmo e nas condições de vida e de liberdade que são próprias de sua espécie.
2. Toda a modificação deste ritmo ou destas condições que forem impostas pelo homem com fins mercantis é  contrária a este direito.

Artigo 6° -

1. Todo o animal que o homem escolheu para seu companheiro tem direito a uma duração de vida conforme a sua longevidade natural.
2. O abandono de um animal é um ato cruel e degradante.

Artigo 7° -

Todo o animal de trabalho tem direito a uma limitação razoável de duração e de intensidade de trabalho, a uma alimentação reparadora e repouso.

Artigo 8° -

1. A experimentação animal que implique sofrimento físico ou psicológico é incompatível com os direitos do animal, quer se trate de experiência médica, científica ou qualquer que seja a forma de experimentação.
2. As técnicas de substituição devem de ser utilizadas e desenvolvidas.

Artigo 9° -

Quando o animal é criado para alimentação, ele deve ser alimentado, alojado, transportado e morto sem que disso resulte para ele nem ansiedade nem dor.

Artigo 10° -

1. Nenhum animal deve de ser explorado para divertimento do homem.
2. As exibições de animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal.

Artigo 11° -

Todo o ato que implique a morte de um animal sem necessidade é um biocídio, isto é, um crime contra a vida.

Artigo 12° -

1. Todo o ato que implique a morte de um grande número de animais selvagens lé um genocídio, isto é, um crime contra a espécie.
2. A poluição e a destruição do ambiente natural conduzem ao genocídio.

Artigo 13° -

1. O animal morto deve ser tratado com respeito.
2. As cenas de violência de que os animais são vítimas devem de ser interditas no cinema e na televisão, salvo se elas tiverem por fim demonstrar um atentado aos direitos do animal.

Artigo 14° -

1. Os organismos de proteção e de salvaguarda dos animais devem estar representados a nível governamental.
2. Os direitos do animal devem ser defendidos pela lei como os direitos do homem.

A Declaração Universal dos Direitos dos Animais foi proclamada pela UNESCO em sessão realizada em Bruxelas, Bélgica, em 27 de janeiro de 1978



 

ATIVIDADES NA CASA

Sugerir site a um amigo